Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta Vila Real

Sobre o azulejo no distrito de Vila Real

Imagem
"Notas sobre o azulejo no distrito de Vila Real"
de Joaquim Barros Ferreira

(...) Com a construção da linha de caminho de ferro do Douro, o comboio chega ao Pinhão, zona excelente do vinho do Porto. Ora a estação do Pinhão, na confluência do mesmo rio com o Douro, possui variadíssimos painéis de azulejos, um valioso museu dos costumes, transportes (rabelo e carro de bois), belas reproduções de vinhas e socalcos, quintas, aldeias, acompanhadas sempre da majestosa e imponente paisagem transmontana. Embora originada talvez do fim do século XVI, a modalidade de enxadrezado, também conhecida por azulejo de caixilho, vê-se na vila do Pinhão, na série de azul-branco e na estação de Moledo, na de verde e branco. De corrente posterior, apontam-se o friso de pendentes ao jeito romântico, na Casa da Misericórdia, rua dos Camilos, Régua e, na respectiva capela, onde se nota uma importante transposição de vitrais para os azulejos, no arco de meia volta e falsas impostas. Afigura-se também, …

Um minuto no Parque do Corgo

Imagem
Um minuto no Parque do Corgo, em Vila Real, no fim de tarde do dia 17 06 2020.

A bicicleta do parque do Corgo

Imagem
A bicicleta que percorreu o rio, do vazio do Universo até ao parque do Corgo!
(história completa)

Vazio onde nasceu o rio do parque do Corgo

Imagem
Percurso de uma bicicleta desde esse vazio até ao parque!
Parque do Corgo: início da história de uma bicicleta lá estacionada

Uma bicicleta estacionada no parque do Corgo

Imagem
Esta bicicleta não é uma qualquer!
Vazio onde nasceu o rio do parque do Corgo

Qual a origem da bicicleta do parque do Corgo?

Imagem
A sina de uma bicicleta estacionada no parque do Corgo
Uma bicicleta estacionada no parque do Corgo

No parque do Corgo, uma bicicleta causa surpresa

Imagem
Uma bicicleta surpreende a claridade, no parque do Corgo!
Qual a origem da bicicleta do parque do Corgo?

Parque do Corgo

Imagem
A beleza e a maravilha que é o parque do Corgo, em Vila Real
No parque do Corgo, uma bicicleta causa surpresa

Desconfinamento

Imagem
Desconfinamento - instruções das autoridades

Coloridos os jardins de Vila Real

Imagem
Nove de maio de 2020. Tarde chuvosa em Vila Real, Portugal. Mesmo assim, expressando-se viçosos e coloridos os jardins da cidade!

Pequenos flocos de neve, em Vila Real

Imagem
Inexpressivos flocos de neve, em Vila Real, no último dia de março de 2020!

Vila Real, 18 03 2020

Imagem
Vila Real, 18 03 2020, horas antes do Presidente da República decretar o estado de emergência em Portugal.

Janela do NetBila

Imagem
NetBila’News no mais próximo olhar!  - Expresso nas imagens singelas deste pequeno vídeo o olhar da simplicidade, neste dia 13 de março de 2020, perante a exiguidade da compreensão dos homens e mulheres, retratada nesta pandemia que assolou o mundo, transportando-nos para a necessidade urgente de todos os cuidados e ao mesmo tempo inspirando-nos à reflexão sobre a vida, o Universo e desconhecidos multiversos!

Vila Real, julho de 2011

Imagem
Vila Real, julho de 2011 Imagens da cidade de Vila Real, em Portugal, numa mistura com outras imagens da exposição realizada nesse tempo por Duarte Carvalho.

Jardim da Carreira, Vila Real

Imagem
Jardim da Carreira, em 2016, Vila Real, Portugal

Festa de Natal da Universidade Sénior de Vila Real, 2019

Imagem
Pequeníssimo resumo da festa de Natal da Universidade Sénior de Vila Real, em 20-12-2019.

Em Vila Real, os Presépios!

Imagem
Em Vila Real, os Presépios!
O Município de Vila Real e as freguesias do concelho a construírem os seus presépios!
Natal, em Vila Real

Natal, em Vila Real

Imagem
Aproxima-se o Natal Num tempo em que determinadas camadas da sociedade arremessam para o esgotamento da ignobilidade as suas próprias identidades e os costumes que pais e avós e antepassados distantes, desde tempos remotos enalteceram, o Município de Vila Real, seja lá o partido a que está adstrito ou pessoas que da instituição fazem parte, tem a lucidez admirável para, nesta quadra festiva que é o Natal, darem suporte através das ruas principais da cidade, como se de uma tela se tratasse, ao embelezamento místico através da representação do presépio de Belém, símbolo identitário cristão das gentes que têm sabido preservar através dos tempos a cultura que é nossa, mesmo que a fé, muitas vezes periclitante, nos escorregue por entre dedos.  O Município de Vila Real a organizar e as freguesias do concelho a levarem a efeito, cada qual a seu modo e segundo técnicas distintas, o seu próprio presépio que muitos admiramos, numa sensorial consolação, simples passeio pelas ruas históricas da …

Confraria De Pyjames

Imagem
De Pyjames: preocupações de natureza histórico-cultural Ainda do prospeto «Encontro "Saber Trás-os-Montes" (Vila Real, 2009) - Gastronomia Trasmontana e Alto-Duriense • Grémio Literário Vila-Realense», copiou-se para este pequeno artigo a imagem e respetiva legenda: «Representação da Confraria De Pyjames num capítulo da Confraria dos Enófilos e Gastrónomos de Trás-os-Montes e Alto Douro (Vila Real, 29 de Junho de 2002)». Do mesmo documento, editado pelo Grémio Literário Vila-Realense, transcreveu-se de igual modo um pequeno excerto do parágrafo que faz referência à Confraria De Pyjames e suas preocupações de natureza histórico-cultural, documentadas em algumas iniciativas: «colocação de lápides em alguns dos restaurantes que foram palco de congressos; colocação em 1997 de duas placas (“polacas”), na “Esquina da Gómes”, como forma de recordar a importância desse estabelecimento surgido em 1952 e da esquina na história da cidade e de cada um dos seus habitantes em particular …

De Pyjames: registos e memórias

Imagem
Congresso dos pyjamantes de 1958 ou 1959 A foto, inserta no prospeto «Encontro "Saber Trás-os-Montes" (Vila Real, 2009) - Gastronomia Trasmontana e Alto-Duriense • Grémio Literário Vila-Realense», refere-se, segundo informação do mesmo documento, ao congresso dos pyjamantes de 1958 ou 1959, no Restaurante Excelsior, em Vila Real. Do prospeto foi transcrito para mais esta referência a “De Pyjames” o parágrafo: «Aos jantares que se realizaram, sempre no último sábado de Novembro, na Marisqueira, na Pensão Guedes, no Restaurante Excelsior, no Asilo ”O Amparo de Nossa Senhora das Dores”, na Toca da Raposa, na residência do António da Toca, no Chaxoila, no Imperial, na Pensão Areias, no Restaurante Montanhês, nos Irmãos Unidos e em tantos outros lugares, sucedia-se, como já se disse, o Baile, que nesses tempos tinha lugar ora no Club de Vila Real ora nos claustros do Governo Civil. A ele compareceram, algumas vezes, vestidos com o seu traje de noite e simultaneamente de gala, ma…