Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta Locais

S. Lourenço e S. Martinho de Anta

A claridade do dia de hoje, 3 de dezembro de 2022, despontou de modo diferente: muito frio, chão gelado e as superfícies de pequenos charcos recebiam gotículas do nevoeiro cerrado que pairava nos vales do rio Pinhão e ribeiros afluentes, transformando-se em espelhos do céu, e as ilusões que os fizeram, em mares se transformaram! ToFernando

Coto, S. Lourenço de Ribapinhão

Início da tarde de 5 de novembro de 2022, antes da participação em magusto organizado pela comissão de festas, em honra de Santa Bárbara e S. Lourenço.

Sobre a laboração nas minas do Vale das Gatas (2ª parte)

  Alguns aspetos da laboração nas minas do Vale das Gatas, na freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão, concelho de Sabrosa Eduardo Vilela descreve-nos as suas experiências enquanto trabalhador nas minas do Vale das Gatas, onde, para além de mineiro, desempenhou outras profissões. Neste vídeo, o Eduardo fala da imagem de Santa Bárbara que se encontrava à entrada de uma das minas, servindo de proteção aos mineiros. Descreve ainda o processo de lavagem e preparação do volfrâmio até ao seu transporte para a cidade do Porto. Sobre a laboração nas minas do Vale das Gatas (1ª parte): https://youtu.be/awt5ktd6GOo

O minério do poço palheiro

  O minério do poço palheiro Aquele poço está testinho de minério! A estória tem como título “O Minério do Poço Palheiro”. Uma historinha passada na aldeia, assim a designa o Engenheiro José Ribeiro, professor jubilado da UTAD - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. É uma estória que seu pai lhe contou. youtube.com/c/netbila

O volfrâmio

Vamos ao minério! Em algumas localidades do norte e centro de Portugal, as décadas de 1940/1950 foram tempos de forte exploração do minério, assim popularmente designado. O minério era o volfrâmio explorado, por exemplo, nas minas do Vale das Gatas, na freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão, e é este que por diversas vezes referimos neste blogue. Contam-se muitas estórias sobre o minério na freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão, concretamente no lugar do Vale das Gatas, nessa altura da segunda grande guerra em que existia uma grande procura por via disso. O Volfrâmio era utilizado nas ligas das blindagens dos carros de combate, tornando-os muito resistentes, e também nos projéteis, dotando-os de uma maior capacidade de perfuração. As estórias chegam-nos, de geração em geração, até aos dias de hoje, algumas de certo modo romanceadas, sem que se lhes retire em todas elas um fundo de verdade. Estórias exageradas? Muitos teriam ganho muito dinheiro, e também esbanjado descontroladamente M

O minério, no Vale das Gatas

- Olha o minério! O minério na freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão nas décadas de 1940/1950 O minério era o volfrâmio explorado, naquele tempo, nas minas do Vale das Gatas, lugar da freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão, concelho de Sabrosa!

Devesa, lugar agrícola, em S. Lourenço, concelho de Sabrosa

Do Santuário de Nossa Senhora da Saúde, para S. Lourenço de Ribapinhão Quem, de automóvel ou outro meio de transporte, ou mesmo a pé, desce do Santuário de Nossa Senhora da Saúde, para S. Lourenço de Ribapinhão, concretamente até ao cimo da rua do Concieiro, encontra, mais ou menos a meio do percurso, o lindo lugar agrícola a que se dá o nome “Devesa”, tendo também outras designações talvez menos conhecidas: “Fanteira” e “Moita”. A Devesa - clique na imagem para observá-la em maior tamanho A Devesa é uma harmoniosa e cuidada paisagem formada por parcelas agrícolas de média dimensão, envolvida, sobretudo do lado nascente, por frondosa floresta composta essencialmente de pinheiros, mas também de outras árvores. São várias as significações dadas à palavra “Devesa”, todas mais ou menos semelhantes. Contudo, na minha opinião, a que mais se adequará a esse lugar será “campo fértil na margem de um rio”. De facto, não se trata propriamente de um rio o que atravessa aqueles terrenos, mas sim um

A Devesa, em S. Lourenço de Ribapinhão

Do Santuário de Nossa Senhora da Saúde, para S. Lourenço de Ribapinhão, aldeia sede de freguesia, do concelho de Sabrosa.

Nossa Senhora das Candeias, nas Paredes, Freguesia de S. Lourenço

A estória de Nossa Senhora das Candeias, nas Paredes, Freguesia de S. Lourenço, concelho de Sabrosa A estória que um dia o Delfim da Silva Monteiro me contou acerca da origem da festa em honra de Nossa Senhora das Candeias, que se realiza nas Paredes – lugar da freguesia de S. Lourenço, do concelho de Sabrosa. ToFernando

Foral de Lagoaça

Mosaicos de Ciência e Cultura Transmontana Por  Barroso da Fonte Publicação recuperada do NetBila, de  07 julho 2011 Foral de Lagoaça Não é plágio, é elogio na hora certa e no lugar próprio Durante o mês de Junho último vieram à luz do dia livros que valem ouro e que merecem palmas. De autores nacionais houve muitos. Mas como dos Transmontanos se fala pouco e daqueles falam muito as televisões, as rádios nacionais e jornais de elite, seja-me lícito falar de três exemplos de obras que abonam Trás-os-Montes e os Transmontanos, como os castanheiros da Terra Quente. António Manuel Pires Mosca surpreendeu tudo e todos, com a monografia de Monte de Arcas - uma aldeia da Montanha Transmontana, nos meados do século XX. Chamou a essas 450 páginas Quem me dera naqueles montes... Mais que uma monografia, é um tratado de sociologia rural, onde todos fazem de tudo e onde a moeda corrente é «hoje para ti, amanhã para mim». Tivesse o autor batido à porta de uma reitoria universitária a requerer a def

Monte Farinha

Monte Farinha, Mondim de Basto Por Costa Pereira Publicação recuperada do NetBila, de 15 julho 2011 Mondim de Basto Monte muito alto sobre os outros desacompanhado de todas as partes Só por ignorância da realidade histórica e geográfica da região montanhosa que dos Padrões da Teixeira se prolonga pela cumeada até ao alto do Minheu, poderá haver alguém que negue ou ponha em dúvida a soberania do Marão em todo esse espaço que pela cumeeira mede umas boas cinco léguas de serrania. O facto de as populações locais terem baptizado sítios e lugares desta serra transmontana com topónimos, como: alto de Espinho (Amarante), alto do Velão (Vila Real), serra do Ermelo (Mondim de Basto), serra de Lamas-de-Olo (Vila Real), serra d' Ordens (Ribeira de Pena), Alvão e Minheu (Vila Pouca de Aguiar), em nada invalida o princípio da soberania, nem da identidade maronense que por vezes alguns regionalistas caseiros parecem querer defender. Nisto e no referente ao Alvão, Sant'Anna Dionísio é bem cla

Queijatas, ou rua das Queijatas

Rua das Queijatas, em S. Lourenço de Ribapinhão! Recordar-se-ão os habitantes seniores de S. Lourenço de Ribapinhão que a rua das Queijatas, noutros tempos, era simplesmente conhecida por Queijatas. – Vamos às Queijatas – dizia-se. Não se sabe a origem desta designação para o lugar, que agora, no tempo atual, tem como nome rua das Queijatas, situando-se o seu início a dois passos da Igreja Matriz de S. Lourenço, e o seu términus já no começo da descida para o lugar das Poldras, no rio Pinhão, caminho antigo que nos leva a Vilar de Maçada. Desta agora vila do concelho de Alijó, e por esse caminho no verão, chegava, transportado por um burrico, o pão trigo de quatro cantos a distribuir pelas mercearias de S. Lourenço. Queijatas: que significado para esta palavra que não existe no dicionário? A palavra mais parecida será “queijadas”, o mesmo que pequenos bolos feitos de queijo, ovos, farinha e açúcar. Desta maneira, a não ser que alguém conheça a origem da palavra “Queijatas”, resta-nos a

Freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão, na História

S. Lourenço de Ribapinhão: alguns aspetos da sua História, por Dr. António Soares Em boa hora solicitou a Junta de Freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão ao Dr. António Soares, para, através dos seus vastos conhecimentos de História Universal e do saber resultante dos sucessivos trabalhos de investigação a nível local, organizar uma sessão cultural, abrangendo um conjunto de aspetos históricos referentes à freguesia de S. Lourenço. Dr. António Soares e a Presidente da Junta de Freguesia de S. Lourenço, Dra. Cilina Vilela Ocorreu, deste modo, numa sala plena de curiosidade e interesse, no dia 2 de outubro de 2022, das 17:00 às 18:15 horas, no Centro Social e Promoção Cultural e Desportiva de S. Lourenço de Ribapinhão, a tão esperada sessão que, em meu entender, também ela fez história, pois tanto quanto sei, não tem precedentes na freguesia um evento tão importante no que respeita à exposição e informação detalhada de elementos históricos mundiais, ligados à História local da freguesia

NetBila

NetBila é a designação original para o blogue que iniciei em 2006, sofrendo várias transformações, ao longo dos anos, nomeadamente nas várias plataformas de suporte aos conteúdos inseridos nas suas páginas. Hoje, o NetBila, ou blogue NetBila, tem como domínio registado – NetBila’News, em netbilanews.com , e, resumidamente, tal como expresso no pequeno vídeo de apresentação mais recente, trata de temas simples ligados a Trás-os-Montes e Alto Douro, nomeadamente lugares, culturas, as pessoas e suas estórias. À aldeia transmontana onde nasci  –  S. Lourenço de Ribapinhão  –   tenho dado particular importância. Em paralelo, e dentro da mesta temática, o NetBila mantém o seu canal no YouTube, em youtube.com/c/netbila . ToFernando

Nossa Senhora da Saúde

  Santuário de Nossa Senhora da Saúde Os romeiros são inúmeros, que afluem ao Santuário de Nossa Senhora da Saúde, vindos não só de toda a freguesia de S. Lourenço de Ribapinhão, concelho de Sabrosa, e concelhos limítrofes, mas também de muitos lugares, alguns bem distantes, nomeadamente de outros países. Após as festividades, são os romeiros mais discretos, e os passarinhos e o silêncio a marcarem presença no Santuário de Nossa Senhora da Saúde!

Sobre o vídeo das Queijatas

  Algumas considerações sobre o vídeo das " Queijatas " publicado neste blogue e no seu Canal do YouTube .

Amarante

Imagens da linda cidade de Amarante e seu rio, o Tâmega, no distrito do Porto, muito próximo à Serra do Marão. Este vídeo é uma versão composta de um outro, realizado há já uma boa meia dúzia de anos!

Lugar das Queijatas, em S. Lourenço de Ribapinhão

Rua das Queijatas, em S. Lourenço de Ribapinhão Queijatas, hoje em dia rua das Queijatas, em S. Lourenço de Ribapinhão, concelho de Sabrosa! Ao contrário da generalidade das aldeias, S. Lourenço de Ribapinhão é uma aldeia constituída por vários lugares dispersos. As Queijatas é um desses lugares, onde reina a tranquilidade e a beleza das paisagens!

Serra de Santa Bárbara

Serra de Santa Bárbara, em S. Lourenço de Ribapinhão, Sabrosa A serra que existe nesta freguesia para a parte do poente, refere o senhor padre Seraphim Alvares, em documento de 1758, chama-se serra de Santa Bárbara e terá de comprimento uma légua e de largura outra. Situa-se esta serra entre o lugar de Lamares, freguesia adjacente, e o lugar de Villar Sellas (Vilar Celas) da freguesia de S. Lourenço. https://www.netbilanews.com/2019/11/serra-de-santa-barbara-s-lourenco-de.html

O lago de Nossa Senhora da Saúde, em Saudel

Uma barca pairava na calmaria das águas do pequeno lago!