Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2019

Rebanho a circular na autoestrada

Imagem

Top 10 NETBILA'NEWS

Imagem

Afago ao ministério

Imagem
Era tal a importância atribuída nas vizinhanças ao intento que os próprios mentores do projeto da caganita, assim agora designado com todas as prosápias, começaram a ressentir-se das responsabilidades. Inicialmente de vaidades desenhadas no sobrolho, cada um no que mais jeito lhe dava, facilmente assumiram expressões carregadas de pragmatismo enigmático, deixando-se cair muitas vezes quando sós para um arregalo de ceticismo. Além das preocupações cada vez em maior número à medida que as ideias se iam juntando, o que mais os afligia no meio de toda a azáfama eram os ares amarelados com que se obrigaram a conviver diariamente, causados naturalmente por uma alimentação desusada e, amiúde, ressequida. Não fora a proximidade da época da tosquia, Chixe, sob influência do sócio e amigo, e com este, dirigir-se-iam a especialistas que os há abundantes por essa região. Mas não. Habituado à arte de corte da lã e por assim dizer ao reflexo do vermelhusco causado pela depilação, com toda a certez…

As flausinas de Ribeiro Aires

Imagem

Necessidade de congelar o produto

Imagem
Transformou-se a ideia de Chixe no acontecimento que rapidamente percorreu a vila e todos os montes em redor. Nos tempos mortiços de trabalho, viam-se outros pastores e homens de negócios da região cochichar sobre o assunto. Conversas cruzadas começaram a chover aos ouvidos dos mentores da intenção, inquietando-os o facto de empolarem os números, o que para Chixe não conviria de maneira nenhuma, prevenindo que o segredo é coisa boa para o negócio. O pior eram os boatos acerca das nuances negociais, não deixando aqueles de prestarem um bom serviço de facilitação de sofisticações, ao ponto de os ajudar na prossecução do trabalho, com a guarda de novos planos amplamente discutidos. Seria certo que muita da rapaziada que cogitava na panaceia das esquinas teria a sua oportunidade de trabalho e de lá retirariam não apenas o dinheirito para os copos, mas também suficientes ensinamentos capazes de implementação de utilidades novas.

A força das caganitas

Imagem
Desde o despontar daquela manhã enregelada e atormentada que as reuniões no café central nunca mais foram as mesmas e, conforme as vontades do seu dono e da patroa, ainda bem! O tempo prolongava-se demasiado e a sobrinha daqueles que estudou na capital durante longas temporadas fora já passar duas noites ao hospital, à força segundo dizem, das palavras proferidas acerca de teorias centenárias do encurtar do tempo e do espaço desalinhado.  Noites mal dormidas não traziam nada de bom à reputação do negócio. Além disso, o empreendimento de Chixe tornou-se no assunto mais tagarelado e a novidade refreada traria certamente bons resultados para a vila e a toda a região.

Fonte inspiradora de Chixe

Imagem
Um certo desânimo após a ressaca passada levou Chixe a permanecer mais tempo no monte com os animais, amuado e desconfiado das suas próprias ideias e horizontes cravados de exagero. Certezas absolutas não tinha afinal sobre a empreitada em mãos na sua cabeça. Uns fins de tarde e umas tantas noites passaram vazios mas de bons proveitos, acalentando-lhe o espírito, deixando mesmo de pôr os pés nem sequer na praça do café. Contudo, passados os efeitos nocivos e restabelecida a ordem psicológica e a regularidade corporal, o homem das caganitas lá vai finalmente de encontro ao amigo Nanixe, não acostumado a falhar a diária para um copo ou dois no café central, a não ser que o fígado lhe desse pr’ó sono depressivo e evitasse também ele reuniões prolongadas como a recentemente sucedida, assim Chixe terá cismado.

Procissão do Corpo de Deus, Vila Real

Imagem

Chixe e Nanixe, zangado e esbaforido

Imagem
Duas horas dormidas e o dono do café, já a pino e bem desperto, limpava sujidades naturais e resquícios da conversa que sucedera por toda a noite entre os comparsas Chixe e Nanixe, abrindo de seguida a porta do estabelecimento comercial, vendo aqueles dois ainda estremunhados e apoiados na geladura de alguns arbustos de igual modo acabrunhados. Ouve-se neste momento o roncar do carro de aluguer que chega finalmente e estaciona uns metros em frente à porta do café central. Enquanto ali se dirige o taxista para o mata-bicho, Nanixe, num rompante, levanta um dos braços com a energia que lhe resta e, zangado e esbaforido, dá contudo sinais de forças suficientes que o levarão a casa, não muito longe dali. Ainda cambaleando, lá se vai rua abaixo acelerado pela lei da gravidade, interrompendo-se assertivo ao poste onde costuma aliviar-se. Ali permaneceu encostado durante alguns minutos até retomar a caminhada junto aos pensamentos do amigo e das caganitas dos animais do rebanho.

Musée d'Orsay, Paris

Imagem

Sesimbra, Portugal

Imagem

Por cima da relva do jardim, não!

Imagem
Dizia a criança para o adulto: – Não se deve passar por cima da relva do jardim!  Irado, retorquiu: – Ora, ora... então os cães podem, e eu não posso, porquê? Feita a análise da circunstância, poderá chegar-se a conclusões diversas. No entanto, o adulto terá alguma razão, atendendo à qualidade da cultura democrática que tem vindo a ser implementada.