Folares

Folares de Valpaços, Chaves e Mirandela

por Jorge Lage

Folar

Pelo país abaixo chamam-lhe bôlas-de-carne e nós, transmontanos, dizemos folares. Estamos convencidos que o nome «folar» lhe advém de ser mais um produto cerimonial para a Páscoa e para outros momentos festivos, como o cerimonial do 1.º de Maio e que quase se extinguiu na nossa região. Aliás, no que toca ao tempo pascal, como os israelitas tinham os pães ázimos pela Páscoa (passagem do Povo de Deus da escravidão do Egipto para a Terra Prometida), também nós temos pela Páscoa da Ressurreição o folar. Tal como as alheiras, o folar seria, no tempo da Inquisição, confecionado pelos judeus, em vez da nossa tradicional carne de porco do fumeiro, com carne de aves e de caça, disfarçando a fidelidade à religião judaica. Mas, queria referir que o folar ao longo do rio Rabaçal apresenta três variantes, pelo menos quanto ao aspecto. Em Mirandela e em algumas aldeias do sudeste de Valpaços, a massa leva uma quantidade maior de azeite, em vez de margarina ou manteiga, ficando mais áspera e pesada, indo ao forno em tachos redondos de esmalte, latão e cobre, ficando o folar com o aspeto redondo. No centro e poente de Valpaços, a massa é mais fofa, aveludada e leve, indo ao forno em fôrmas de barro ou latão quadradas ou retangulares, sendo considerado o mais representativo do concelho. Por fim, na parte norte do concelho de Valpaços, o correspondente ao antigo Município de Monforte de Rio Livre, o folar, tal como na corda de Lomba, de Vinhais, não vai ao forno em fôrma alguma. Este folar é como o de Chaves, que esta cidade terá herdado do extinto município. Ao longo de muitas décadas, até à atualidade, quem, em Chaves, quer folares bem feitos fá-los nas forneiras de Lebução (Nordeste de Valpaços, que pertenceu a Monforte de Rio Livre). Ainda hoje se diz que os melhores folares de Chaves são confecionados em Lebução. Por fim, queria referir que fazer um bom folar não basta cozê-lo em forno de lenha, devendo ser constituído por bons temperos, ovos de galinheiro e bom fumeiro.

Comentários