Fígado de Sarrabulho

Fígado de Sarrabulho, por António Mosca



Num pote de ferro ponha-se uma folha de louro e azeite bastante, até ficar bem rijento.
Prepare-se o fígado do porco, cortando-o em paralelepípedos com cerca de 2cm de espessura e comprimento de 5 a 7 cm.
Coloque-se o fígado no pote, adicionando sal q.b. e deixe-se frigir, em lume forte, durante cinco minutos.


Arrede-se o pote do lume forte e ponha-se a abeborar, em lume brando, durante uma hora, adicionando mais azeite, caso necessário.
Depois de apurado, raspe-se a passarinha* para dentro, para engrossar o molho e deixe-se ferver mais cinco minutos.
Serve-se com batata cozida acabada de escoar.

*Passarinha - Baço

in "Quem me dera naqueles montes"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Senhora da Ribeira... (provérbios)

O monte da Senhora da Piedade, Mondim de Basto