“Ervilhada”

Ervilhada com chouriço e entremeada salgada, por Amélia Raio


Dos mais simples que possam imaginar-se, os ingredientes são, no entanto, diversificados: ervilhas, cenouras de tamanho reduzido, chouriço, entremeada salgada, pimento vermelho, cebola, alhos, azeite, colorau, ervas aromáticas e um acrescento mínimo de água.


Dentro de um tacho ou panela de barro, de preferência de Bisalhães, coloque-se um pouco de azeite e comece a aquecer-se. Depois, um a um, adicionem-se os ingredientes devidamente espaçados, de acordo com as sensibilidades culinárias de cada um(a): cebola partida aos bocadinhos, iniciando-se o processo de estrugido ou refogado e, passado algum tempo, dentes de alho inteiros. “Estalada” a cebola e o alho, adicionem-se agora as ervilhas e cenouras. Com alguma demora, o sabor e aroma do alho em azeite quente devem impregnar-se nas ervilhas e cenouras.
De seguida, em pedaços pequenos, junte-se o chouriço e a carne entremeada. Algum tempo deve dar-se para este novo processo de impregnação de sabores e, logo a seguir, o pimento cortado aos pedaços deve juntar-se também, mexendo tudo de vez em quando e acrescentando um pouquinho de água.
O colorau e as ervas aromáticas, conforme o gosto, são os ingredientes que completarão esta receita culinária que, sem qualquer pretensiosismo, serve apenas de ideia inspiradora para a eventualidade de um prato mais elaborado.
Deve apurar-se a “ervilhada” que pode servir como prato único ou para acompanhar uma refeição mais substancial, como por exemplo um assado de cabrito com batatas.

Comentários

O prato tem bom visual. Parabéns!

Mensagens populares deste blogue

Alto Douro: miradouro de Sabrosa

Sobre o azulejo no distrito de Vila Real